Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2021

Comportamentos que sabotam seu processo terapêutico

Imagem
Talvez uma das maiores complexidades da terapia seja que ela não funciona como os outros campos da saúde, onde o tratamento específico que aborda os sintomas é indicado e, após um tempo estabelecido, espera-se que o paciente melhore. Embora sigamos parâmetros, tratamentos e técnicas específicos, cada caso e cada paciente é diferente e, portanto, a abordagem e os resultados também serão diferentes. É um processo não linear e dinâmico, cujos caminhos muitas vezes são incertos até começarem a transformar. À medida que você avança, os propósitos e objetivos podem variar. Se você já iniciou seu processo terapêutico, mas sente que não está funcionando, pode refletir se algum desses indicadores está presente em você: Só enfrenta seus incômodos durante a hora da terapia; Não aplicar o que refletiu nas sessões no seu dia-a-dia; Omitir detalhes por receio de ser julgado; Cancelar as sessões constantemente; Não falar com seu psicólogo toda a informação sobre eventos passados e anseios do futuro.

SOBREviventes x SUPERviventes

Imagem
A pandemia matou a vida que a gente vivia, a exceção da polarização política, essa segue firme nos acompanhando. O que vemos agora como protagonistas são os SOBREviventes e os SUPERviventes. Em um extremo os SOBREviventes lutando contra a pandemia, isolados o máximo que podem em suas casas, respeitando protocolos de segurança ditados por organizações oficiais, aguardando a vacina, sofrendo com os danos psicológicos do distanciamento social e ambiental. Do outro os SUPERviventes, que se negam a viver enlutados e preferem criar seus próprios critérios para se permitirem seguir vivendo a vida da maneira mais normal possível, sofrendo com a doença de fato e o julgamento social. Os extremos são manifestações de feridas narcísicas e essas feridas antecedem grandes transformações. Segundo Freud, três feridas narcísicas históricas foram responsáveis por grandes mudanças na humanidade: A primeira foi protagonizada por Copérnico, quando ele nos apresentou o sistema heliocêntrico (a terra, ou sej

Precisamos falar sobre saúde emocional masculina

Imagem
  Pense em todos os homens, em especial os que são importantes na sua vida (pai, cônjuge, filhos, irmãos, tios e amigos). A saúde deles é importante para você, certo? Então precisamos falar sobre a saúde emocional masculina, porque infelizmente eles não falam o suficiente sobre isso. Uma boa saúde emocional é tão importante quanto o oxigênio, nós precisamos dela para sobreviver. Já diagnostiquei alguns homens com problemas de saúde emocional, mas é um processo muito difícil e longo para eles, porque eles sentem que se admitirem que precisam de ajuda vão parecer "fracos". Eles temem serem julgados e, por isso, não querem consultar um psicoterapeuta. Isso faz com que eles não consigam “se abrir” e compartilhar suas intimidades. Mas se eles não “se abrem”, pode ser muito difícil para seus amigos ou familiares perceberem que algo está errado. Os homens nem sempre mostram os sinais que costumamos associar à depressão como, por exemplo, tristeza ou inquietação. Em vez disso, eles p

Intrusividade na Psicologia

Imagem
  Os mecanismos de controle para monitorar falsos terapeutas são muito escassos. Os conselhos de psicologia não se ocupam dessa pauta, preferem podar os seus. A atual crise de saúde provocada pela pandemia do coronavírus, tem impulsionado pseudoterapeutas e falsos psicólogos a oferecer serviços de atendimento. Principalmente em redes que prejudicam não só os profissionais autenticados, mas, e sobretudo, os pacientes e/ou usuários que procuram ajuda. A pandemia está afetando a saúde mental da população, o que vem gerando pedidos de ajuda psicológica. A ansiedade encabeça a longa lista de alterações que causaram ou agravaram esta crise, mas também promoveu transtornos obsessivos compulsivos e vícios. Também desregulou ainda mais a alimentação e o sono, causou problemas de trabalho como mobbing ou desmotivou os idosos. Não esquecendo de outros transtornos, como a depressão, que podem ter seus casos aumentados em poucos meses. Para receber essa ajuda psicológica, é aconselhável ir a psicól