A avó que inspirou a neta a ser quem é

 Desde muito nova, Helena se identificou com o jeito da sua avó paterna Laura. Adorava sua alegria, sua espontaneidade, sua inteligência para resolver os conflitos que apareciam, além de um jeitinho todo especial para conseguir o que queria.


Helena sempre falava com muito carinho e entusiasmo dessa avó para suas amigas na escola.

A vida foi passando, Helena foi crescendo e querendo ter a presença dessa avó na sua vida cada vez mais, porque quanto mais crescia, mais se dava conta o quanto era prazeroso ter por perto alguém com que ela tanto se identificava.

Às vezes, aos finais de semana, ia dormir na casa dela só para curtir sua companhia e ouvir suas histórias. Houve um período em que Helena agia quase que como uma personal stylist da sua avó: passavam tardes montando looks nas lojas de roupas, interagindo com as vendedoras.

Nas idas aos médicos, D. Laura sempre contava piadas e arrancava risadas dos pacientes nas salas de espera enquanto aguardava sua vez. Às vezes recebia a visita de uma vendedora de joias, sua amiga, geralmente no início da tarde, sempre com esmalte vermelho nas unhas...
Ao final das tardes, sempre havia pipoca na casa de D. Laura, e interação com amigos vizinhos na porta de sua casa.
Em todos esses momentos sempre havia muita conexão e inspiração.
Helena se tornou mulher,e D. Laura já não se encontra mais entre nós. Mas, a única certeza que Helena carrega dentro de si é, o quanto sua avó paterna foi inspiração para ela ter se tornado quem é hoje.
Quem te inspira?

Camila Barreto 🌼 e Isadora Lacerda🌷

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como a Psicanálise e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento

Perdão: o que isso tem a ver com sua saúde mental?

Psicólogos online: a nova tendência da terapia.