Somos feitos de ciclos

Existe tempo para sorrir e tempo para chorar; tempo para amar e tempo para desprezar; tempo para criar e tempo para destruir; tempo para nascer e tempo para morrer.

Na PRIMAVERA psíquica, vivemos um período de fertilidade. Criamos amores, amigos, trabalhos, filhos, projetos e propósitos. A primavera é forte, é intensa. A pulsão de vida é explosiva. A emoção pulsa na alma.

O VERÃO chega; traz reflexão e busca de equilíbrio. É tempo para repensar. É tempo para diminuir a euforia. Momento para observar e refletir sobre as escolhas e vivências da estação passada.

Permitir morrer amores, amizades, profissões, sonhos, ideias. É o OUTONO carregando “mortes” necessárias.

Agora, é tempo de recolher-se. Permitir-se ao choro, à solidão, ao frio do Inverno que faz tremer a alma. A dor também carrega mudanças e esperança de novas PRIMAVERAS.

Assim é a nossa vida. Ciclos que abrem, ciclos que encerram. Ciclos que se atravessam. Sorrisos que atravessam prantos e prantos que atravessam sorrisos. Aceito cada lágrima e cada alegria como parte da minha jornada de vida!


Com carinho,

Mariana Brayner (médica psiquiatra) 🌷




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Perdão: o que isso tem a ver com sua saúde mental?

Como a Psicanálise e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento

Mentoria Criativa - Estudos Online