O ambiente está preparado para atender as necessidades de uma criança?

Já parou pra pensar o quão mais fácil seria para nós adultos se a criança tivesse um pouco mais de autonomia para desenvolver algumas atividades? E quão prazeroso é para a criança ter um pouco mais de liberdade, e sentir parte de todos os espaços da casa?

Hoje, vamos falar sobre o QUARTO!

Talvez este seja o ambiente que nós adultos mais imaginamos durante a chegada de uma criança. E como é prazeroso planejá-lo em? Muitas vezes, atendemos mais ao nosso desejo, expectativa e realização (até sem perceber).

Te convido a refletir comigo: Qual parte do quarto um recém-nascido percebe? Visualmente, talvez o teto, já que passa bastante tempo deitado, voltado para cima. E um bebê um pouco maior, ou uma criança pequena? Muitas atividades são realizadas no chão, assim provavelmente a parte que a criança mais perceba é a altura do seu olhar e toque.

Arrasta pro lado para conferir algumas dicas que podem ajudar a estimular os pequenos através do ambiente.

Afetivamente,

Allyne e Deni.












Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Perdão: o que isso tem a ver com sua saúde mental?

Como a Psicanálise e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento

Psicólogos online: a nova tendência da terapia.