Qual seu maior medo?

Se separar, envelhecer, mudar de profissão, adoecer, mudar de país? Pensou?

Nessa situação, pense no pior cenário, pense em tudo que pode acontecer de ruim e enumere com riqueza de detalhes. Exemplo: “tenho medo de me separar porque vou me afastar da convivência com meus filhos, perder patrimônio, sofrer com o processo...”

Agora pense no melhor e mais positivo cenário. Por exemplo: “se eu me separar, meus filhos depois de um tempo aceitarão, todos faremos terapia e ficaremos bem, eu e meu cônjuge encontraremos outras pessoas, vamos dividir os patrimônios sem problemas, de forma justa...”.

Agora faça o cenário meio termo. Por exemplo: “vou sofrer muito com o processo, mas farei terapia e ficarei bem...”.
Visto esses 3 cenários, qual você acha que é o mais provável? O pior? O melhor? Ou o meio termo? Não tenho essa resposta, ninguém tem.

Isso dependerá do quanto medo a pessoa tem ou de quanta coragem, do quanto saudável a pessoa é ou está adoecido.

Veja, sempre existirão medos para enfrentarmos, assim é a vida. Devemos cuidar da nossa saúde mental, mantê-la potente, forte, positiva, resistente. E quando a vida nos chamar para um enfrentamento, a possibilidade de vermos o melhor cenário será sempre maior. Não espere adoecer para cuidar de você.

Positivamente,
Milena Mendonça 🌻



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Perdão: o que isso tem a ver com sua saúde mental?

Como a Psicanálise e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento

Psicólogos online: a nova tendência da terapia.