4 passos para trabalhar a mente em busca do peso saudável

Para ter um corpo saudável e equilibrado, devemos trabalhar a nossa mente, afinal, saúde física e mental andam juntas. Quando comemos algo, diversas sensações e informações chegam em nosso cérebro. Às vezes é a lembrança de alguma comida presente na infância ou de lugares e momentos vidos, por exemplo.
O ato de comer está envolvido em todos os processos de nossa vida, sejam alegres ou tristes e está tudo bem nisso. O problema surge quando sempre buscamos a comida para satisfazer nossas emoções e desejos, a famosa fome emocional, atrapalhando assim, o processo de emagrecimento. Abaixo, descrevo 4 passos para te ajudar a alcançar um emagrecimento saudável:

1 – Dieta restritiva não é opção! Além de serem pobres em nutrientes, excluem
alimentos de forma desnecessária, gerando um grande estresse ao seu corpo e mente,
podendo desencadear compulsões ou transtornos alimentares.

2 – Foque no agora! Muitas vezes comemos em excesso por estarmos distraídos com
outras coisas como celular ou televisão, logo, quando nosso estômago está em plenitude
(cheio), não percebemos por não focar no ato de comer. O momento de comer é
sagrado, concentre-se nele.

3- Faça as pazes com os alimentos! Sabe aquele brigadeiro que tanto ama? Permita-se
comer, mas de forma consciente. Mastigue devagar, sinta o sabor, sensações e
lembranças que aquele alimente te traz. Lembre-se que nenhum alimento por si só é
capaz de provocar ganho ou perda de peso.

4 – Aceite quem você é! Para atingir um emagrecimento saudável, primeiro é preciso
aceitar sua condição atual e seu peso. Entenda que o melhor padrão corporal é o seu e
que seu corpo é o seu templo. Cuide dele focando sempre em seu bem estar e saúde.
A busca pelo emagrecimento não precisa ser dolorosa. Alimente-se sem culpa.

Carinhosamente,
Jéssica Silva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Perdão: o que isso tem a ver com sua saúde mental?

Como a Psicanálise e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento

Psicólogos online: a nova tendência da terapia.