Seu filho tem medo de usar o vaso sanitário?





Algumas crianças, após os 4 anos, podem apresentar certo grau de dificuldade de usar o vaso sanitário para “fazer cocô”. A depender de sua frequência e grau de intensidade, essa dificuldade pode ser diagnosticada como ENCOPRESE.
Também conhecida como incontinência fecal ou escape fecal, encoprese é o vazamento involuntário das fezes na roupa íntima sem que a criança perceba. O diagnostico ocorre após a idade do treino de ida ao banheiro (geralmente com mais de 4 anos) e é de três a seis vezes mais comum em meninos do que em meninas. Apesar de poder surgir por alterações no aparelho digestivo da criança, na maior parte das vezes a encoprese está relacionada com uma prisão de ventre crônica, fazendo com que as fezes duras e secas se acumulem na região final do intestino.
É importante ressaltar que encoprese não é uma doença, mas sim um sintoma que pode ter diferentes
causas, muitas de cunho psicológico:
. Medo ou vergonha de usar o vaso sanitário;
. Ansiedade durante o aprendizado de ida ao banheiro;
. Estar passando por um período de estresse;
. Dificuldade em chegar ou acessar o banheiro;
. Dieta com pouca fibra e com excesso de gorduras e carboidratos;
. Pouca ingestão de líquidos;
. Fissura anal, que provoca dor durante a evacuação.
. Doenças que lentificam o funcionamento do intestino, como acontece no hipotireoidismo.
. Problemas mentais, como déficit de atenção e hiperatividade ou esquizofrenia.
A encoprese tem cura, e para ser tratada é necessário resolver a sua causa, sendo fundamental ter
paciência e ajudar a criança a desenvolver um hábito de usar o vaso sanitário regularmente, além de
fazer melhorias na alimentação, com frutas, vegetais e líquidos, como forma de prevenir a persistência da prisão de ventre.
A encoprese pode provocar algumas consequências negativas à criança, como baixa autoestima,
irritação, isolamento social. Por isso, é muito importante que, durante o tratamento, os pais deem apoio
à criança, evitando críticas excessivas. A realização de psicoterapia é fundamental para a criança ficar
mais à vontade com o uso do vaso sanitário e a evacuação, e uma das técnicas muito usadas pelos
psicólogos é a ludoterapia, em que a criança libera seus sentimentos e problemas através da
brincadeira.

Com carinho,
Isadora Lacerda.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Perdão: o que isso tem a ver com sua saúde mental?

Como a Psicanálise e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento

Psicólogos online: a nova tendência da terapia.