25 de fevereiro de 2019

Como a Psicanálise e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento


Por, Milena Mendonça – psicóloga

Pessoalmente, a psicologia sempre me fascinou como uma profissão capaz de melhorar a vida das pessoas, que nos ajuda a sermos mais felizes, levar uma vida mais plena e resolver nossos problemas humanos, ou seja, florescer.



Desde 2007 é minha profissão e minha prática profissional me emociona, me estimula intelectualmente e me dá sentido! Considero a melhor das profissões e sinto-me afortunada por poder praticá-la. Ainda na graduação, me identifiquei muito com a Psicanálise em especial, porque Freud sempre se preocupou com a cura, “cura pela fala”, como ele nomeava, livrando o paciente dos sintomas para sempre, por meio de catarse e insights. Em nossa formação, aprendemos como o comportamento humano funciona, como fazer as pessoas superarem seus distúrbios, dilemas, conflitos…

Isso é básico em nosso trabalho, mas a prática profissional me ensinou que o cerne do que nós, psicólogos, fazemos é melhorar a relação entre pessoas com eles mesmos e com os outros. Isso de forma integral, empática e respeitando o tempo de cada um. Então, com a intenção de continuar meus estudos em Psicanálise, decidi que iria me especializar na Capital Mundial da Psicoterapia, Buenos Aires. Dentre os diversos cursos de mestrado ofertados pelas universidades "porteñas", descobri a Psicologia Positiva, me apaixonei a primeira vista e em 2010 me tornei a primeira brasileira/o Mestra em Psicologia Positiva.

Sou umas das poucas psicólogas no Brasil, se não a única, que mescla a Psicanálise com a Psicologia Positiva. Ofereço um formato terapêutico híbrido, isto é, uma combinação entre elementos relacionados com a Psicoterapia Positiva e a Psicoterapia tradicional (Psicanálise).

São teorias complementares, na qual uma trabalha os aspectos dos sofrimentos e traumas (Psicanálise) e a outra os aspectos positivos humanos (Psicologia Positiva). A Psicologia Positiva é uma abordagem da psicologia moderna que se centra no estudo de uma vida feliz e com bem-estar. Funcionando como complemento para as outras abordagens. É uma forma de entendimento humano a partir de suas fortalezas, capacidades, e não apenas no olhar acerca do trauma e da enfermidade como fazem as abordagens tradicionais. Ou seja, os aspectos positivos e negativos ao mesmo tempo, e com a mesma relevância. O que fez todo sentido, já que cuidar não significa apenas consertar o que está com defeito, mas também cultivar o que temos de melhor. A cura então, a meu ver, deve associar essas duas perspectivas. Tendo como objetivo alívio de sintomas (proporcionado pelas terapias tradicionais) com o desenvolvimento de: emoções positivas, mais engajamento, mais sentido, (propósito), realizações e relacionamentos humanos positivos. Práticas essas, cruciais para o florescimento e bem-estar (objetivo da Psicologia Positiva).

Sinto-me realizada por trabalhar com o que amo e principalmente por poder ajudar as pessoas a serem mais felizes e resilientes. As intervenções positivas em conjunto com as técnicas psicanalíticas aumentam a eficácia psicoterápica e aumentam as chances de cura. Todos nós temos um enorme potencial e o trabalho do terapeuta se concentra em melhorar o que já é bom, bem como iluminar as áreas mais escuras que dificultam que saibamos viver. Os psicólogos ajudam seus pacientes a serem mais livres, autênticos. Conhecer a Psicologia Positiva, esta foi uma grande descoberta pessoal e realmente me impactou.

Tanto teoricamente quanto na prática, esta abordagem nos fornece ferramentas eficazes para sermos mais otimistas, resilientes, criativos e assim, mais saudáveis. A psicologia positiva não tem nada a ver com "ter pensamentos positivos e conseguir o que quer”. É uma abordagem cientifica, com bastante embasamento. Assim, a Psicologia Positiva abarca muito, muitíssimo, mas não é a solução de tudo no mundo. Por isso, ao uni-la a outras abordagens (como a Psicanálise, no meu caso) o resultado da terapia torna-se muito mais eficaz.

Em 2016 fundei o projeto Casa Positiva, que desde o começo eu queria que fosse muito além de uma clínica, meu sonho: promover qualidade de vida para todos. Ao longo do caminho, grandes profissionais aderiram a essa ideia. Que hoje floresceu com as atuais integrantes e suas importantes colaborações. Nossa Casinha segue crescendo, e crescendo todas juntas, uma apoiando a outra e em consequências todos se beneficiam desse florescimento, em especial nossos pacientes. E o que um dia foi um sonho, hoje é uma realidade, e cada dia mais pessoas podem se beneficiar com nosso projeto.

20 de fevereiro de 2019

Como a TCC e o Tatadrama contribuem para o seu florescimento.


Por, Isadora Lacerda – psicóloga

A Terapia Cognitivo Comportamental, ou TCC, é uma das diversas abordagens da psicologia. Ela entende a forma como o ser humano interpreta os acontecimentos e como eles nos afetam, e não os acontecimentos em si. Ou seja: é o entendimento de como cada pessoa vê, sente e pensa com relação a uma situação que causa desconforto, dor, incômodo, tristeza ou qualquer outra sensação negativa.
Essa abordagem é bastante específica, clara e direta. É utilizada para tratar diversos transtornos mentais de forma eficiente. 



Seu objetivo principal é identificar padrões de comportamento, pensamento, crenças e hábitos que estão na origem dos problemas, indicando, a partir disso, técnicas para alterar essas percepções de forma positiva. A TCC se destina ao tratamento dos diferentes transtornos psicológicos e emocionais tais como: ansiedade, depressão transtornos psicossomáticos, transtornos alimentares, fobias, traumas, dependência química, entre outros.

E é dessa forma que tenho florescido ano após ano, pois também faço terapia nessa abordagem, aprendendo semanalmente como nossas crenças muitas vezes nos boicotam e nos manipulam através dos pensamentos disfuncionais.

Porém, sempre fui uma pessoa curiosa e determinada e, devido a esse perfil, vivo buscando me aprimorar, aperfeiçoar e conhecer novas técnicas que possam somar na minha vida pessoal e profissional, pois quanto mais me trabalho mais me fortaleço, me transformo e floresço, contribuindo para o florescimento e o empoderamento dos meus pacientes como pessoas melhores para si e para o mundo. E é lindo demais acompanhar esse movimento!

Devido a essa curiosidade, a essa vontade de aprender e continuar buscando ferramentas para ajudar o próximo e a mim mesma, conheci o TATADRAMA. O Tatadrama é um conjunto de dinâmicas sensoriais e corporais, com fundamentação na espontaneidade do ato de brincar, associada a técnicas do Psicodrama e do Sociodrama. Seu objetivo é facilitar a vivência e o redimensionamento da temática do universo do indivíduo em suas inquietações sob os aspectos pessoais, sociais, educacionais, culturais e de saúde. Sua dinâmica tem como principal recurso o uso de um conjunto de bonecos e bonecas de pano, cujas figuras são trabalhadas para promover o autoconhecimento, revelar segredos, estimular sentidos, emoções, consciência corporal e imaginação.

Graças a essa experiência que adquiri com o uso do TATADRAMA, hoje me sinto uma pessoa mais forte e ainda mais consciente das minhas questões pessoais, e consciente também de que o florescer é eterno e de que quanto mais damos atenção a ele mais ele crescerá. Com isso, faço um convite: permitam-se olhar para dentro! Só assim iremos florescer e contaminar o mundo com amor, empatia e muita positividade.




18 de fevereiro de 2019

Como a Terapia Ericksoniana, familiar e de casal contribuem para o seu florescimento.


Por, Renata Brügger - psicóloga 

Um olhar humano está repleto de sua própria humanidade. Digo isso em muitos sentidos. Temos a experiência do que nos toca de maneira positiva, o que facilmente podemos fazer florescer e dar frutos dentro e fora de nós. Porém, temos também o que nos dói e nos é difícil processar, o que preferimos deixar “embaixo do tapete”, escondido nos nossos processos inconscientes.



A terapia “feita sob medida”, criada pelo Psiquiatra Norte Americano Milton Erickson, nos traz ferramentas para acessar tanto o que compreendemos conscientemente e queremos transformar, quanto o que está por trás da nossa dor ou angústia. Mais do que isso, a abordagem Ericksoniana foca em soluções e potenciais, trabalhando com nossos recursos internos e com o que já temos para começar nossa jornada em direção aos nossos objetivos terapêuticos. 

Utiliza a linguagem simbólica do insconsciente através de metáforas, visualizações e da hipnose para abrir novos caminhos e criar novas maneiras de encontrar o que buscamos. E utiliza também o desenvolvimento da nossa consciência para que possamos aprender a criar hábitos e relacionamentos mais saudáveis com nós mesmos e com o outro. Sempre um passo de cada vez, no seu tempo e do seu jeito, como cada planta, árvore, fruto ou flor fazem para nutrir-se, crescer e doar-se ao mundo.

Unindo nossas habilidades pessoais aos recursos e conflitos existentes no contexto familiar, a Terapia Relacional Sistêmica ou Terapia Familiar e de Casal vem abrindo portas para a comunicação interpessoal. Apresentando ainda o quão enriquecedores são os padrões, hábitos e dinâmicas que estabelecemos com membros da nossa família. Essa riqueza, contudo, nem sempre está polida e brilhante, pronta para ser vista e apreciada. Na maioria das vezes, temos dificuldades de enxergar os tesouros cotidianos e as oportunidades de crescimento diante de crises e conflitos ligados às relações familiares. 

Assim, a Terapia de família cria oportunidades de contar e ouvir as histórias dos que vieram antes de nós, e de perceber como essas histórias podem estar moldando nossas escolhas, nossa visão de mundo e nossas construções futuras. Ajuda-se então a desenvolver novas formas de enxergar os papéis desempenhados por membros da família, incluindo o papel que nos foi dado. E, mais do que apenas aceitar e seguir esse papel, nossa transformação interior pode levar à construção da nossa própria forma de ser e pertencer ao grupo familiar (e tantos outros grupos importantes em nossas vidas). Essa mudança terapêutica de consciência, hábitos e padrões relacionais permitem ainda que se demonstre ao mundo e ao outro novas maneiras de amar e florescer.

E do trabalho realizado com a Terapia Ericksoniana e a Terapia Familiar e de Casal, deixo aqui uma reflexão minha em forma de metáfora e de florescimento...

“Ser humano, vivo como planta, mais parece rosa, roseira, cada um de uma cor. Família é roseira, não é não? Amor é rosa. De cor e de flor. O que lhe dói, o que lhe toca, o que pode lhe espetar, está ali nos espinhos da rosa, da roseira inteira. Mas são desses espinhos, é desse toque, que se nasce uma das flores mais bonitas e encantadoras de toda a existência dos que vivem e dos que não vivem. Penso que é com cuidado que se deve tocá-la, os espinhos assim não lhe machucarão. E a rosa florescerá em seu olfato e em sua visão. Quem sabe até em outros sentidos. O amor sempre abre possibilidades infinitas. E se escolhemos amar os espinhos, tratá-los com cordialidade e carinho, as rosas, simplesmente e belamente, florescem”.



11 de fevereiro de 2019

Quando a TCC e a Psicologia Positiva contribuem para o seu Florescimento.

Por, Emanuela Hora - psicóloga 


Dentro da Psicologia existem diversos tipos de abordagens terapêuticas, dentre elas, há a Terapia Cognitiva Comportamental (TCC), que pode te auxiliar no tratamento de vários transtornos psicológicos como, ansiedade, depressão, fobias, transtornos alimentares, traumas, estresse e dependência química.





A terapia cognitiva comportamental tem como premissa básica que a maneira como as pessoas interpretam o que acontece com elas, determina como sentem e se comportam. Ou seja, como as pessoas se sentem e o que elas fazem, são afetados pela forma como ela pensa.


“Entre o que acontece comigo e minha reação ao que acontece comigo, há um espaço. Neste espaço está a minha capacidade de escolher minhas respostas e definir o meu destino” (Stephen Covey )


A terapia cognitiva comportamental é breve, específica e focada no problema do cliente. Nela, o psicólogo busca identificar padrões de pensamentos que antecedem comportamentos e sentimentos que trazem sofrimento ao cliente, utilizando técnicas para corrigir as distorções cognitivas, crenças, pensamentos automáticos e esquemas disfuncionais que impedem que ele tenha um funcionamento mais positivo.


Sabendo que a forma como alguém interpreta os eventos da vida é determinante para que o nível de bem-estar dela seja alto ou baixo, agregando as técnicas da TCC e as pesquisas da Psicologia Positiva, que é o movimento científico que estuda o bem-estar e a felicidade, você pode florescer ainda mais.


Florescer, de acordo com Martin Seligman, considerado pai da Psicologia Positiva, é o processo de funcionamento positivo do ser humano, isto é, quando se cultiva emoções positivas, o engajamento, propósito de vida, relacionamentos positivos e realizações, podemos alcançar a felicidade autêntica.


A Psicologia Positiva tem o poder de transformar a sua vida, contribuindo para sua saúde, relacionamentos positivos, aumento da produtividade. Através da Psicologia Positiva você pode identificar o que tem de melhor, suas forças, virtudes e valores, o que contribui para aumentar o seu nível de bem-estar e satisfação com a vida. Quem é mais feliz tem mais sucesso, mais saúde, são mais prósperos e tem relacionamentos interpessoais mais saudáveis.


A TCC junto com a Psicologia Positiva pode mudar a sua história de vida, potencializar seus resultados, te oferecendo o caminho para seu florescimento. 


Com amor e positividade, Emanuela Hora.




6 de fevereiro de 2019

Como a nutrição e o vegetarianismo/veganismo contribuem para o seu florescimento?


Por, Angie Marques - Nutricionista 


A alimentação é a base do funcionamento do corpo físico e vai muito mais além. Ela é a base do corpo mental, emocional e espiritual.

Comecei a ver a alimentação com outros olhos na junção do yoga, da patologia e das emoções. Sabia que ela tinha como me ajudar a manter o equilíbrio de tudo isso. Confiar nela foi minha melhor escolha. Floresci.


E quando eu entendi que ela contribuía nos cuidados e proteção dos animais e do meio ambiente, eu floresci mais uma vez. Como era feliz saber que eu podia me alimentar somente de amor. Sem dor. Sem destruição. Sem maldade. Sem choro. Só amor. E bem amparada nutricionalmente.

Isso tudo reflete dentro da gente. Nosso corpo muda, nossos pensamentos mudam, nossas emoções se equilibram. A nossa consciência se expande, começamos a ver e sentir o mundo de outra forma. Florescemos.

Crescemos em atos, gestos e ações. Cuidamos do nosso corpo com mais amor e atenção. Sabemos o que ele sente, como se manifesta e o que ele precisa. Ficamos mais amigos. Questionamentos e respostas vão surgindo e cada vez mais vamos descobrindo que alimentação é autocuidado, é amor ao próximo.

Cada dia que passa é merecimento e o florescimento vem da maneira mais leve, de uma alimentação mais leve, da terra, que brota, que nasce novamente, que respeita ciclos, que traz tudo na hora certa e quando tem que ser.

A semente na terra nutre-se de luz, de água, floresce por nós e para nós. É uma troca de amor. Por que não nos alimentarmos só de amor? O nosso florescimento depende da gente. 

Vamos, de mãos dadas!