17 de janeiro de 2019

Quais os benefícios das frutas e vegetais no verão.

Por, Angie Marques, nutricionista.

 O calor está entrando na sua janela, o sol está nascendo mais cedo e indo embora mais tarde e o dia é mais longo que a noite. Logo, o nosso corpo precisa de alimentos mais refrescantes e cheios de água. Sei que não é novidade que devemos evitar alimentos industrializados, cheios de conservantes e substâncias químicas por serem nocivos ao nosso corpo. 


Mas por que será que as frutas e verduras são tão importantes para nossa saúde em todas as estações do ano e principalmente no verão?! O nosso corpo precisa água, vitaminas e minerais que ajudam no funcionamento dos órgãos e sistemas metabólicos. 

Essas substâncias precisam ser ingeridas diariamente e com dosagens especificas para cada idade. Então, elas são mais importantes do que imaginamos ser. Elas estão nas frutas e vegetais, principalmente. 

Comer frutas e vegetais com mais frequência no calor, nos traz a sensação de leveza, alivio e fluidez. São alimentos vindos da terra, leves, com baixo teor de gorduras e carboidratos, mas com alto teor de água e micronutrientes. No verão nos desidratamos com mais facilidade, ficamos muito expostos ao sol e isso faz com que a sensação de fraqueza venha com mais frequência e que precisemos de alimentos mais leves, de fácil digestão e naturais, que nos tragam disposição. Quanto mais colocarmos para dentro de nós alimentos vivos e naturais, mas estaremos cheios de vida não só no verão, mas em todas as estações do ano.




11 de janeiro de 2019

Ano novo, novo ciclo.


Por Isadora Lacerda, psicóloga 

E um novo ciclo se inicia. Já parou para pensar no que você pode fazer por você?

Nem sempre (na verdade, quase nunca) é necessário, ou mesmo benéfico, esperar por um momento específico para começar uma mudança em direção ao que nos faz melhores. Apesar disso, aproveitar a passagem de um ano velho para um outro que se inicia pode ser positivo por aproveitar a atmosfera de esperança que o novo enseja.


Aproveitando a início desse novo ciclo devemos tentar prestar atenção a alguns aspectos da vida. Que hábitos ou costumes ainda são válidos? Quais comportamento e sentimentos nos ajudam, e quais nos atrapalham em nossa jornada cotidiana? Talvez percebamos que faz mais sentido sermos diferentes do que fomos até então. E então é necessário mudar. Trocar as roupas que não servem mais.

Não é tarefa simples sair do que sempre foi familiar. Ao mesmo tempo que determinada situação – emprego, relacionamento, casa, religião – pode estar causando agora sofrimento, negação ou desconforto, ela deve ter sido também por muito tempo uma maneira de estarmos seguros e firmes.
Permanecer em um ciclo que já se fechou, entretanto, é altamente desgastante, por geralmente cobrar um alto preço emocional. Estar aberto, disponível e receptivo para novas oportunidades e experiências é o que a vida nos propõe ao fim de cada etapa!

Lembremo-nos sempre das palavras do filósofo grego Sócrates: “O segredo da mudança é concentrar toda a sua energia não em lutar contra o velho, mas em construir o novo”. Que possamos olhar os problemas como desafios, a dor como meio de aprendizado, as mudanças como oportunidade de transformação, a insatisfação como eterna busca.
Feliz ciclo novo!


Com carinho,
Isadora Lacerda.

4 de janeiro de 2019

Janeiro traz a energia de recomeço: como usar essa energia para realizar mudanças positivas!


Por, Emanuela Hora

O mês de janeiro chega carregando a energia da renovação, do início de um novo ciclo, trazendo também a possibilidade de recomeçar. É comum iniciar o ano mais motivado, com novas (ou antigas) metas (re) escritas, mais fé e esperança. A maioria das pessoas percebe janeiro como uma nova chance de realizar seus sonhos, de fazer as mudanças necessárias, de iniciar algo que há muito tempo tem vontade, mas, por algum motivo, se perdeu pelo caminho. É assim com você?

Realmente o ano novo é uma nova chance de fazer diferente, porém, aquela história de que o ano só será novo se você fizer algo novo, é a maior verdade. E por que começamos o ano tão motivados e não conseguimos sustentar as resoluções do início no decorrer do ano? Nos falta foco, disciplina e constância nas ações para mudar os velhos hábitos. Na maioria das vezes, temos crenças limitantes e/ou ganhos secundários que nos “aprisiona” na situação em que não queremos estar. Portanto, o primeiro passo para a mudança exige DECISÃO!


Antes de decidir o que você quer e o que precisa ser feito para alcançar esse objetivo, te convido a refletir sobre o que mantém você na situação que não quer estar. Ou seja, porque você está onde não quer estar e como você chegou aí? Quais são as suas limitações e dificuldades? Escreva! Quais são as suas inseguranças, medos ou incertezas? Questione suas crenças de que “eu não consigo, eu não posso, eu tenho que” ou qualquer crença que te mantém aí no lugar que não é o que você quer. 

As crenças foram construídas por tudo que ouvimos, vemos e vivenciamos dentro da nossa família, em nossa religião e sociedade, se tornam verdades absolutas! Ficamos tão apegados a essas “verdades” que nos impedem de alcançar mais felicidade, que nem sequer questionamos o poder dela em nossas vidas. E assim aceitamos viver de uma forma indigna. SIM, é indigno você não viver de uma maneira mais feliz e realizada.

Esse passo é importante para o autoconhecimento e perceber sua autorresponsabilidade. Sem culpa, veja quais comportamentos e emoções que te levaram a esse lugar. Com a autorresponsabilidade, você deixa de culpar o outro pela “desordem na sua vida” e traz seu poder de volta para você: Única pessoa capaz de fazer algo pela sua mudança positiva! Após escrever tudo que foi proposto, você terá condições de construir os passos para a mudança.

Antes de começarmos a pensar no ano cheio de possibilidades que se inicia, reflita comigo: Como foi seu ano de 2018? Qual foi o seu maior aprendizado? Do que mais você reclamou no ano passado? O que não está bom? Para começo de conversa, reclamar não vai te tirar desse lugar. Refletir sobre o que te magoa, te deixa com raiva, triste ou com medo, amplia sua consciência sobre o que você não quer e buscar a “luz” para alcançar o que você deseja. Então, o que você fará de diferente para ter um ano mais feliz? A mudança está em suas mãos. ESCOLHA!

Agora vamos olhar para frente. Tem um exercício que gosto muito que é escrever uma carta do futuro em que você descreve em detalhes a vida dos seus sonhos, sem filtro ou julgamento (aquela voz que teima em te dizer que isso não é possível). Se atreva em escrever seus sonhos. Defina um plano para realizar isso. 

Ouse ter metas grandes. Coloque uma meta que aumente o seu desempenho, que vai te ajudar a gerar mais energia e criatividade. Porém, você precisa acreditar em você, no seu potencial, nas suas forças pessoais. Se você duvida que é capaz de alcançar, você não vai sair do lugar. Aperta o “START” e começa! Suas metas precisam estar conectadas com o seu coração e com a sua essência! Dedique-se para conquistar, se divirta no processo de alcançá-las. Faça um compromisso com você, com seu auto cuidado, com sua saúde mental, com aquilo que faz seu coração vibrar.

Saia da zona de conforto! Tem que ter as atitudes corretas, tem que agir! Comece a dizer não para tudo que não é compatível com o seu sonho. Tem que pagar o preço da mudança: seja acordar cedo para se exercitar, abrir mão do doce que você ama, voltar a estudar, ler mais, se expor nas redes sociais para fazer propaganda do seu negócio ou terminar aquele relacionamento que não está mais alinhado com o que você quer para sua vida. Também inclui fazer terapia!

Você vai ter que se superar, parar de buscar aprovação e validação dos outros. Ousar enfrentar os desafios! Você precisa acreditar que consegue! E para potencializar essa mudança, sugiro aqui o caderno da gratidão para que você crie o hábito de escrever e agradecer pelas coisas positivas que existem ao seu redor. Foque no que funciona na sua vida. Aceite e agradeça a sua vida como ela é. Isso não significa inércia, mas, que você tem motivos SIM para agradecer e pode SIM construir um novo caminho tendo escolhas positivas, conectadas a sua essência. 

Um feliz novo ciclo, com amor, Emanuela Hora.