26 de novembro de 2018

A Saúde Mental dos Homens


Por, Milena Mendonça – psicóloga

O fim do Mês da Conscientização sobre a Saúde do Homem está se aproximando, e quero falar sobre um assunto sobre o qual não falamos o suficiente: homens e saúde mental. Eles são muito negligenciados em políticas de saúde, principalmente no quesito saúde mental. Vamos pensar em todos os homens, e em especial os homens que são importantes em suas vidas: pais, cônjuges, filhos, irmãos, tios e amigos. Sua saúde é importante para nós. Eles são a razão pela qual é importante falarmos sobre saúde mental, porque isso nos preocupa e eles não falam o suficiente sobre isso.



Uma boa saúde mental é tão importante quanto o oxigênio. Nós precisamos disso para sobrevivermos. Mas há muitas razões diferentes pelas quais os homens geralmente não falam abertamente sobre problemas de saúde mental. Já diagnostiquei alguns homens com problemas de saúde mental, mas é um processo muito difícil e longo para eles porque sentem que admitir que precisam de ajuda os faz parecer "fracos". Eles não procuram ajuda porque temem serem julgados. Eles não querem consultar um psicoterapeuta porque não estão acostumados a “se abrir”, compartilhar suas intimidades. Mas se eles não falam sobre isso, pode ser muito difícil para seus amigos ou familiares perceberem que algo está errado. Os homens nem sempre mostram os sinais que costumamos associar à depressão, por exemplo, como tristeza ou inquietação. Em vez disso, eles podem parecer zangados ou agressivos, o que impede que profissionais de saúde e entes queridos saibam que algo está errado. Como resultado, os homens perdem a possibilidade de fazer o tratamento que precisam para se sentirem melhores.

Não é possível curar a depressão apenas com força de vontade. É uma doença mental grave que afeta a vida diária dos homens, incluindo como eles comem, dormem, sentem e pensam. Também pode afetar sua capacidade de trabalhar, participar de aulas e manter 1 relacionamentos com seus cônjuges, amigos e familiares. A depressão não é sinal de fraqueza e pode afetar qualquer homem, independentemente de idade, raça ou etnia.

O que poderia causar depressão em um homem? Em minha prática clínica, vejo que pode ser uma combinação de fatores. Homens com história familiar de depressão são mais propensos a sofrer do que aqueles sem história. O estresse ambiental também pode desencadear depressão. Isso inclui problemas financeiros, a perda de um ente querido, problemas no trabalho, um relacionamento difícil, uma grande mudança em sua vida ou qualquer outra situação estressante. Além disso, homens com doenças graves e/ou crônicas, como diabetes, doenças cardíacas ou câncer, podem sofrer de depressão.

Receber um diagnóstico preciso e fazer psicoterapia é essencial. Sem ajuda psicológica e em alguns casos, psiquiátrica também, a depressão pode ter consequências graves, como acabar com a qualidade de vida de quem sofre, aumento no consumo de álcool e/ou outras drogas ou, pior ainda, suicídio. A taxa de suicídio entre os homens é quase quatro vezes maior do que entre as mulheres.
Embora a depressão e outras doenças mentais não sejam os únicos fatores de risco de suicídio, muitos dos problemas que desencadeiam a depressão também podem contribuir para o suicídio. Incluem problemas de saúde, dinheiro e trabalho. O abuso de drogas e problemas de relacionamento também podem contribuir para o suicídio.

Minha mensagem no Novembro Azul é simples: precisamos conversar abertamente sobre saúde mental masculina. Sofrer em silêncio não é uma alternativa segura ou saudável para os homens de nossas vidas. Fale com eles, pergunte-lhes como se sentem, especialmente se um deles sofreu na última vez algo que poderia desencadear um transtorno mental. Observe-o para detectar mudanças em seu comportamento e sintomas. Se você acredita que um ente querido sofre, ofereça seu apoio, ouça, seja paciente. Incentive-o a procurar ajuda de um profissional psicólogo. 

Cuide de quem você ama.

19 de novembro de 2018

8 Dicas para aumentar a alta performance desenvolvendo a inteligência emocional


Por, Emanuela Hora. 

Ser um profissional de alta performance é o desejo de muitos, mas nem todas as pessoas estão dispostas a desenvolver sua inteligência emocional para alcançar o sucesso. A alta performance se refere a um conjunto de atitudes, comprometimento e objetivos para alcançar todo seu potencial e usufruir de suas habilidades, dessa forma, pode-se alcançar o sucesso tanto na carreira, quanto na vida pessoal. A maioria das empresas busca esse profissional que traz importantes resultados e está sempre se desenvolvendo, buscando o conhecimento e aperfeiçoamento.



O indivíduo com esse perfil agrega o conhecimento, somando emoções inteligentes e ação focada e são pessoas altamente motivadas. Se você quer ser um profissional com esse perfil, sugiro algumas dicas:


  1. Autoconhecimento: Para iniciar qualquer mudança, é necessário refletir o que não está funcionando, o que deve ser mudado e quais são suas dificuldades. Além disso, também conhecer quais são suas forças pessoais, aquelas características que você tem e que pode potencializar seus resultados.
  2. Metas: Quais são seus objetivos? O que quer realizar ou desenvolver? Estabeleça metas que sejam específicas e desafiadoras.
  3. Planejamento: É preciso planejar as ações a serem realizadas, definindo as prioridades.
  4. Ação: Se não agir, não terá resultados. Planeje, porém, execute!
  5. Cuidado com a saúde: Sono regular, atividade física e alimentação saudável são indispensáveis para ter uma boa saúde e mais energia. Além disso, também é importante realizar visitas periódicas ao médico. Sem autocuidado não há como ser inteligente emocionalmente.
  6. Autocontrole: Aprender a dizer não para as coisas que você sabe que não vão te levar para o seu objetivo.
  7. Aceite os desafios: Assim desenvolverá sua autoconfiança, conquistando as metas estabelecidas, aprendendo mais sobre suas forças.
  8. Seja positivo: Acredite em seu potencial! Você sempre pode escolher como encarar uma situação. Pense positivo!

O famoso QI (quociente de inteligência) não é o suficiente para alcançar alta performance e ter sucesso, é necessária inteligência emocional para alcançar os resultados esperados. A inteligência emocional é a capacidade de perceber e lidar com suas próprias emoções e compreender também o comportamento e sentimentos das outras pessoas. Em todos os lugares e situações, lidamos com as emoções, é algo intrínseco no ser humano. Segundo Daniel Goleman, conhecido como o pai da Inteligência Emocional, para ser mais inteligente e maduro emocionalmente, é preciso desenvolver os seguintes pilares: Conhecer e administrar suas emoções (ter consciência das próprias emoções e lidar com elas, isso não se refere a reprimir as emoções consideradas negativas, mas sim educá-las); Automotivação (manejar as emoções e manter o foco); Empatia (capacidade de se colocar no lugar do outro) e Habilidades Sociais (se relacionar bem socialmente).


Reconhecer as emoções que estamos sentindo, gerenciá-las de maneira eficaz frente as situações que vivenciamos e manter relações interpessoais saudáveis, são fatores essenciais a serem considerados pelas organizações que buscam profissionais de alta performance. Pesquisas afirmam que a probabilidade de uma pessoa inteligente emocionalmente ter um melhor desempenho no trabalho é maior que aquela pessoa com baixa inteligência emocional.

Algumas pessoas no ambiente laboral desempenham de forma eficaz sua tarefa porque tem altos níveis de inteligência emocional. A alta performance é uma característica muito valorizada nas organizações, possibilita melhores salários, relacionamentos interpessoais positivos, satisfação pessoal e uma melhor qualidade de vida. Ser um profissional de alta performance exige dedicação e comprometimento, porém, cada um pode alcançar esse estado de ser se decidir desenvolver algumas habilidades para isso. Invista em você, em seu autoconhecimento e em melhorar suas forças pessoais. Só você é responsável para chegar a sua mais alta performance!

Com amor, Emanuela.



14 de novembro de 2018

Os Homens também sofrem com Machismo. Dicas para combater isso.

Por, Milena Mendonça – psicóloga

Somos menosprezadas por uma suposta "insuficiência" e eles estão sobrecarregados pela "auto-suficiência". Conclusão, o machismo prejudica a todos nós.
Entende-se machismo como todas aquelas condutas que promovem a ideia de que as mulheres são inferiores aos homens e que, portanto, devem estar sujeitas à predominância masculina.



As condutas machistas variam de melhores salários e empregos para eles, até
“brincadeiras” sobre as nossas diferenças biológicas em detrimento das mulheres. Esse ideal masculino, nega-lhes considerações que resultam em um alto preço. E diferente de nós, eles não podem nem sequer reclamar do sexismo. Instituições e sociedade classificam as questões contra os homens como um problema social, não como discriminação por gênero, ainda que eles também sofram.

Mas como o chauvinismo masculino se manifesta contra os homens? Aqui estão alguns
exemplos:
- Desdém se eles não se destacarem profissionalmente.
- Políticas públicas que não os consideram, por exemplo, o caso de pais solteiros.
- Idade de aposentadoria maior, mesmo que sua expectativa de vida não seja tão alta.
- Assim como as mulheres são usadas com o propósito de prostituição, a eles acontece
algo similar, porém, para serem utilizados para delinquir.
- Serviço militar obrigatório.
- Violência sexual silenciada para não questionar sua masculinidade.
- Nos homens a circuncisão é legal por razões culturais ou religiosas, e na mulher é
considerada ilegal.

Ou seja, o machismo prejudica a todos, porque, mesmo entre eles, se os mesmos não atingem os padrões exigidos pela masculinidade, são repudiados por seus pares. É por isso que vale a pena lutar contra o machismo em todas as suas formas, portanto devemos:

1. Reconhecer que o machismo afeta homens e mulheres
2. Educar em equidade
3. Não nos comportarmos de maneira machista

E isso também vale para nós, mulheres. Dê o assento para homem, mulher, ancião ou criança que precisa. Deixe nossos filhos expressarem suas emoções. Não julgue baseado apenas no sexo. Não seja indiferente quando algo os ameaça só porque não nos prejudica.
A erradicação do machismo é uma questão para homens e mulheres. Não se trata de criar uma contracorrente feminina, mas simplesmente uma nova corrente que, em vez de nos separar, nos una. Nós não podemos fazer uma sociedade só para nós e outra para eles, nós vivemos e convivemos juntos, daí a importância de fazer uma causa comum.
Te convido a refletir e lutar contra isso.

9 de novembro de 2018

Como a Nutrição ajuda a saúde do homem.


Por Maria Irlan, nutricionista.

A nutrição é um pilar importante para a saúde do homem. Uma boa nutrição está ligada a maior vitalidade, melhora na performance mental e física, além de atuar de forma preventiva em diversas doenças e até na melhoria do desempenho sexual.


Alguns alimentos oferecem benefícios para o organismo masculino de diferentes maneiras. Vamos conferir o que não pode faltar na dieta dos homens.

Ø Castanha do Pará
Fonte importante de selênio e zinco que auxiliam no aumento dos níveis naturais de testosterona, melhora a mobilidade do esperma e reduz a infertilidade. Esses micronutrientes também são essenciais para o sistema reprodutor masculino (testículos).

Ø Tomate
O licopeno, composto bioativo que confere a cor vermelha ao alimento, fortalece o sistema imunológico e é um aliado na prevenção ao câncer de próstata.

 Ø Suco Integral de uva
Diversos estudos mostram que a bebida ajuda no controle da pressão arterial e é fonte de um antioxidante chamado resveratrol, que evita o envelhecimento precoce do organismo.

 Ø Peixes gordurosos
Peixes ricos em ômega 3 (sardinha, arenque, atum, salmão selvagem). O ômega 3 é essencial para a saúde do coração e para o sistema nervoso, ajudando, inclusive, a reduzir problemas como a depressão. Essas carnes brancas também são ricas em colágeno e queratina, que previnem a calvície.

Ø Aveia
Rica em fibra solúvel, que ajuda a melhorar a intolerância à glicose e auxilia no controle do diabetes tipo 2.

O diabetes é a principal causa de impotência sexual masculina. Acrescente esses alimentos no seu cotidiano, tenha uma alimentação saudável e potencialize sua saúde. A alimentação saudável é um autocuidado, comece cuidando de dentro para fora e terá resultados incríveis.
Abraço, Maria Irlan