Postagens

Mostrando postagens de 2018

Como desenvolver relacionamentos positivos

Imagem
Por, Emanuela Hora - psicóloga

Muitas pessoas buscam ter relacionamentos positivos, ou seja, relacionamentos que sejam bem sucedidos e felizes. O filósofo Aristóteles, em tempos remotos, já definiu o homem como um animal social por natureza. Quando nos sentimos acolhidos, conectados em nossos relacionamentos, nossa saúde e bem-estar é positivamente impactada. Além disso, nutrir relacionamentos positivos também impacta nossa carreira e performance profissional.
Pesquisas da Psicologia Positiva afirmam que pessoas que fazem um ato gentil para alguém, têm um aumento mais significativo do bem estar. O cultivo de amizades, fazer e manter amigos, promove a aprendizagem vicariante, as emoções positivas e fortalece nossos vínculos. Relacionamentos positivos no trabalho, pautados pelo respeito, amabilidade e vitalidade, são associados ao aumento do foco e diminuição dos erros e acidentes. 

Para ter relações saudáveis, é necessário desenvolver algumas habilidades e comportamentos:
Trabalhe o aut…

Como alcançar a felicidade segundo a psicologia positiva.

Imagem
Por  Milena Mendonça, psicóloga. 
Em contraposição a psicologia clínica tradicional, centrada em psicopatologias, a psicologia positiva objetiva descobrir e potencializar o que nos faz feliz, entendendo que saúde não é meramente ausência de doença e sofrimento, e sim o bem-estar psicológico e a sensação de plenitude.

Segundo o modelo da psicologia positiva, que utiliza conceitos budistas e da psicologia humanista, Martin Seligman (considerado o pai da psicologia positiva) propõe em seu livro “A autêntica felicidade”, em 2011, três vias essenciais para alcançar a felicidade: - A vida prazerosa - A vida engajada - A vida significativa
A vida prazerosa é aquela centrada em experimentar o máximo de emoções positivas possíveis, ou seja, todo tipo de prazer. Essas emoções positivas podem ser experimentadas através de prazeres imediatos (exemplo, saborear uma boa comida), também através de lembranças (rememorando momentos ou logros positivos), ou imaginando um futuro de conquistas. As …

A Saúde Mental dos Homens

Imagem
Por, Milena Mendonça – psicóloga
O fim do Mês da Conscientização sobre a Saúde do Homem está se aproximando, e quero falar sobre um assunto sobre o qual não falamos o suficiente: homens e saúde mental. Eles são muito negligenciados em políticas de saúde, principalmente no quesito saúde mental. Vamos pensar em todos os homens, e em especial os homens que são importantes em suas vidas: pais, cônjuges, filhos, irmãos, tios e amigos. Sua saúde é importante para nós. Eles são a razão pela qual é importante falarmos sobre saúde mental, porque isso nos preocupa e eles não falam o suficiente sobre isso.


Uma boa saúde mental é tão importante quanto o oxigênio. Nós precisamos disso para sobrevivermos. Mas há muitas razões diferentes pelas quais os homens geralmente não falam abertamente sobre problemas de saúde mental. Já diagnostiquei alguns homens com problemas de saúde mental, mas é um processo muito difícil e longo para eles porque sentem que admitir que precisam de ajuda os faz parecer &qu…

8 Dicas para aumentar a alta performance desenvolvendo a inteligência emocional

Imagem
Por, Emanuela Hora. 
Ser um profissional de alta performance é o desejo de muitos, mas nem todas as pessoas estão dispostas a desenvolver sua inteligência emocional para alcançar o sucesso. A alta performance se refere a um conjunto de atitudes, comprometimento e objetivos para alcançar todo seu potencial e usufruir de suas habilidades, dessa forma, pode-se alcançar o sucesso tanto na carreira, quanto na vida pessoal. A maioria das empresas busca esse profissional que traz importantes resultados e está sempre se desenvolvendo, buscando o conhecimento e aperfeiçoamento.


O indivíduo com esse perfil agrega o conhecimento, somando emoções inteligentes e ação focada e são pessoas altamente motivadas. Se você quer ser um profissional com esse perfil, sugiro algumas dicas:


Autoconhecimento: Para iniciar qualquer mudança, é necessário refletir o que não está funcionando, o que deve ser mudado e quais são suas dificuldades. Além disso, também conhecer quais são suas forças pessoais, aquelas cara…

Os Homens também sofrem com Machismo. Dicas para combater isso.

Imagem
Por, Milena Mendonça – psicóloga
Somos menosprezadas por uma suposta "insuficiência" e eles estão sobrecarregados pela "auto-suficiência". Conclusão, o machismo prejudica a todos nós. Entende-se machismo como todas aquelas condutas que promovem a ideia de que as mulheres são inferiores aos homens e que, portanto, devem estar sujeitas à predominância masculina.


As condutas machistas variam de melhores salários e empregos para eles, até “brincadeiras” sobre as nossas diferenças biológicas em detrimento das mulheres. Esse ideal masculino, nega-lhes considerações que resultam em um alto preço. E diferente de nós, eles não podem nem sequer reclamar do sexismo. Instituições e sociedade classificam as questões contra os homens como um problema social, não como discriminação por gênero, ainda que eles também sofram.
Mas como o chauvinismo masculino se manifesta contra os homens? Aqui estão alguns exemplos: - Desdém se eles não se destacarem profissionalmente. - Políticas pública…

Como a Nutrição ajuda a saúde do homem.

Imagem
Por Maria Irlan, nutricionista.
A nutrição é um pilar importante para a saúde do homem. Uma boa nutrição está ligada a maior vitalidade, melhora na performance mental e física, além de atuar de forma preventiva em diversas doenças e até na melhoria do desempenho sexual.

Alguns alimentos oferecem benefícios para o organismo masculino de diferentes maneiras. Vamos conferir o que não pode faltar na dieta dos homens.
Ø Castanha do Pará Fonte importante de selênio e zinco que auxiliam no aumento dos níveis naturais de testosterona, melhora a mobilidade do esperma e reduz a infertilidade. Esses micronutrientes também são essenciais para o sistema reprodutor masculino (testículos).
Ø Tomate O licopeno, composto bioativo que confere a cor vermelha ao alimento, fortalece o sistema imunológico e é um aliado na prevenção ao câncer de próstata.
Ø Suco Integral de uva Diversos estudos mostram que a bebida ajuda no controle da pressão arterial e é fonte de um antioxidante chamado resveratrol, que evit…

Como potencializar sua concentração nos estudos e no trabalho.

Imagem
Por Vanessa Barros, psicopedagoga. 
Você tem a sensação que demora muito para avançar para os próximos conteúdos e evoluir nos estudos? Se você fica muito tempo estudando a mesma coisa e tem dificuldade de assimilar os conteúdos em tempo hábil, você precisa aumentar seu rendimento nos estudos agora mesmo. Não ter um bom rendimento é resultado de baixa concentração, disciplina, motivação e principalmente organização! Para resolver esses problemas, você precisa mudar alguns hábitos e desenvolver rotinas mais eficazes.

E por que hábitos e não técnicas de estudo? Porque são seus hábitos, isto é, sua rotina diária, que é a maior responsável por você conseguir ser eficaz nos objetivos que se propõe. Afinal, é através da rotina que você conseguirá repetir boas práticas e evoluir nos estudos. Os hábitos são padrões de comportamento baseado em princípios que muitos você nem estava ciente que tem. Esses padrões de comportamento são resultado da combinação do que você faz, por que você faz, como voc…

Qual a importância do desenvolvimento das habilidades socioemocionais?

Imagem
Por, Isadora Lacerda, psicóloga. 
As habilidades socioemocionais são um conjunto de aptidões desenvolvidas a partir da Inteligência Emocional das pessoas. Em resumo, elas apontam para dois tipos de comportamento: a sua relação consigo mesmo (intrapessoal) e também a sua relação com outras pessoas (interpessoal). São aquelas qualidades interiores que a maioria de nós valoriza no dia-a-dia, mas que por serem subjetivas, quase sempre acabam ficando em segundo plano.


Considerando a Inteligência Emocional como um conjunto de habilidades socioemocionais, pode-se dividir essas habilidades em 3 grandes pilares: 1. Emocionais: Como lidar com as próprias emoções a partir das situações a que somos expostos no cotidiano. Habilidades como: aprender a ganhar e a perder, aprender com os erros, desenvolver autoconfiança, senso de autoavaliação e de responsabilidade. 2. Sociais: Como se relacionar com o mundo externo e com as pessoas ao redor. Dizem respeito às capacidades de saber cooperar e colaborar…

Porque você acha que está certo e outro está errado? Entenda como funciona o Raciocínio Motivado.

Imagem
Por Milena Mendonça, psicóloga. 
O fenômeno é estudado pela psicologia e neurociências e sua teoria sustenta que nossas motivações subconscientes, desejos e medos formam e configuram as informações que recebemos para se encaixar com o que já acreditamos. Dessa forma, somos menos meticulosos examinando evidências que concordam com nossas crenças, porque já concordamos com elas e, em vez disso, buscamos todas as falhas possíveis nas opiniões contrárias à nossa opinião atual. O que os cientistas chamam de "raciocínio motivado", em resumo, à nossa tendência de ver certas informações ou ideias como aliados, queremos ganhar, defendê-las, e aqueles que contradizem essa opinião são os inimigos e queremos derrotá-los.


Nós tomamos isso como algo pessoal, quando as pessoas se apegam a falsas crenças, apesar da evidência esmagadora, esse fenômeno ocorre porque eles não sentem que você está atacando a ideia deles, mas a si mesmos. Então, te pergunto: você quer defender suas próprias cr…

O que é Regulação Emocional.

Imagem
Por Isadora Lacerda, psicóloga.
A regulação emocional pode ser entendida como sendo a competência do indivíduo para tomar consciência, identificar, tolerar e responder de forma efetiva à experiência e intensidade das emoções decorrentes de fatores externos (situações) ou internos (pensamentos). Pode ser entendida também como a capacidade de reconhecer as emoções e perceber como cada uma interfere nas ações cotidianas e, assim, lidar com elas de maneira efetiva.


Todos os seres humanos possuem emoções, sendo que algumas são agradáveis — como a alegria e o amor — e outras causam desconforto — como o medo e a raiva. O importante é entender que todas as emoções possuem um papel fundamental na vida das pessoas, comunicando suas necessidades ou motivando a ação.
Em outras palavras, todas as pessoas sentem medo, raiva, vergonha ou ansiedade, a diferença é que indivíduos com sólida REGULAÇÃO EMOCIONAL conseguem administrar essas emoções e canalizá-las para ações positivas e continuar funcionando…

Como o cérebro e o intestino se conectam.

Imagem
Por, Maria Irlan, Nutricionista 
O cérebro e o intestino comunicam-se de forma dinâmica e complexa. O intestino é considerado pela comunidade cientifica como nosso segundo cérebro. Os gastroenterologistas calculam que o intestino tem cerca de 500 milhões de neurônios. Sim, neurônios, as mesmas células que constituem o cérebro!


Os neurônios intestinais também estão encarregados pela produção de cerca 90% de serotonina, molécula que nos leva ao estado de bem-estar e felicidade. Além disso o intestino produz cerca de 80% do potencial de imunidade do corpo humano e é produtor de mais 30 mensageiros químicos. Esses mensageiros são encarregados de transmitir recados de um lado para o outro e estabelecer comunicação eficiente entre o intestino e o cérebro.
Não estamos sozinhos, trilhões de bactérias vivem em perfeita harmonia (ou assim deve ser), protegendo nossa mucosa intestinal, produzindo vitaminas e ácidos graxos e auxiliando na conexão cérebro-intestino. Regulando saúde mental e evitando…

Gagueira tem cura?

Imagem
Por, Marcela Oliveira - fonoaudióloga  Todos nós, enquanto falantes, podemos apresentar o que chamamos de disfluências comuns na fala. Jornalistas, políticos e grandes comunicadores, não apresentam em seus discursos uma fala 100% fluente. Essas disfluências são o resultado das incertezas linguísticas relacionadas à formulação das frases ou pronúncia das palavras. São vários os fatores que justificam esta ocorrência e envolvem o nível de demanda da linguagem em termos linguísticos e cognitivos para o contexto em que a fala é utilizada, a familiaridade com o assunto tratado e as interrupções e velocidade da conversação do interlocutor.

Além das disfluências comuns, a fala pode ser interrompida pelas disfluências atípicas ou gagas, presentes em pessoas que apresentam a gagueira. A gagueira é um distúrbio da fluência caracterizado por interrupções no fluxo da fala do indivíduo, impossibilitando, em alguns momentos, a produção da fala contínua, suave e sem esforço. A fluência refere-se à suav…

Psicopedagogia não é só para crianças.

Imagem
Por Vanessa Barros – psicopedagoga
A psicopedagogia, muitas vezes, é vista numa direção por meio da qual somente são contemplados crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem: engano. Primeiro porque a psicopedagogia não está somente direcionada a crianças e adolescentes. Ela está direcionada também a adultos e estende sua ação tanto para a clínica como para a instituição, na busca do tratamento ou da prevenção das dificuldades de aprendizagem. Segundo porque ela não está somente dirigida a pessoas com dificuldades de aprendizagem, mas também ao processo de aprendizagem com todas as suas nuances, canalizando o seu fazer para o como se aprende, para o sujeito que aprende para a aprendizagem.


A ideia de que a psicopedagogia só trabalha com crianças com dificuldades de aprendizagem é oriunda de um conceito implícito em muitos de nós, consequência da própria origem da psicopedagogia, a qual esteve sempre atrelada à criança e às suas dificuldades de aprendizagem. Posteriormente …

Entenda o que é autoaceitação para florescermos e fortalecermos.

Imagem
Por, Milena Mendonça – psicóloga
A autoaceitação é a base que nos permite crescer e avançar em direção à felicidade e plenitude. O ponto que nos leva a olhar para nós mesmos e a nos amar como somos.


O que é autoaceitação?
Pensar analiticamente pode ser complicado quando o que temos de enfrentar tem a ver com um autoconhecimento consciente. Na nossa jornada, talvez o nosso maior desafio seja a autoaceitação. Não é fácil ficarmos "nus", quando o observador que atentamente nos observa somos nós mesmos. Aceitar-nos implica desviar-se de todo julgamento para nos tratar com afeição, abraçar nossas partes imperfeitas e mesmo assim reconhecer nosso valor. Significa separar-nos das exigências, ideais, críticas e perfeição para nos amar exatamente como somos. A autoaceitação implica encontrar a paz interior e se livrar das barreiras psicológicas e sociais que nos impedem de fazê-lo. Tais como rejeição por nossas características físicas ou traços de personalidade. Somos muito mais do qu…